Um homem foi hoje encontrado morto, depois de alegadamente ter sido vítima de uma queimada, em Alenquer, no distrito de Lisboa, disse o comandante dos bombeiros locais.

Rodolfo Baptista afirmou à agência Lusa que a corporação recebeu o alerta pelas 08:55, tendo encontrado a vítima, um homem, entre os 50 e os 60 anos, já cadáver, dentro do recinto de uma empresa de camionagem situada na localidade de Cabeços.

A vítima era o caseiro da propriedade, onde na quarta-feira foi feita uma queimada de sobrantes agrícolas, com uma extensão de quinhentos metros quadrados.

“Tudo indica que [a morte] poderá estar associada à queimada”, apontou o comandante dos bombeiros, explicando que o homem foi encontrado dentro dessa zona queimada, que estava com um ancinho ao seu lado e teria arruçado a erva e o mato e colocado num monte, que veio a ser queimado.

Segundo o responsável, a vítima apresentava 70% do corpo queimado que, por sua vez, se encontrava em decomposição, o que leva a supor que a morte tenha ocorrido há dois dias.

A GNR está a investigar o caso.

O corpo da vítima foi transportado para a morgue do Hospital de Vila Franca de Xira.