Três pessoas foram assistidas por inalação de fumo no incêndio que deflagrou esta segunda-feira numa fábrica de paletes em Tomar, no distrito de Santarém, que foi controlado pelas 22:40, adiantou à Lusa a presidente da Câmara.

Uma senhora teve de ser retirada da sua habitação e um bombeiro e uma outra senhora também foram assistidos por inalação de fumos”, explicou a presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas.

A autarca revelou que o incêndio que está a consumir uma fábrica de paletes no perímetro urbano de Tomar entrou em resolução desde as 22:40, mas que os trabalhos vão continuar durante toda a noite e o dia de terça-feira.

Um dos grandes problemas é o facto do vento ter alguma intensidade e a madeira de pinho fazer algumas projeções, o que fez com que o incêndio se propagasse a outros armazéns”, atirou.

Anabela Freitas acrescentou que os meios continuam no local para evitar que se propague a outros locais, nomeadamente um lar de idosos próximo da fábrica.

Pelas 23:00, combatiam as chamas 84 operacionais apoiados por 29 viaturas.

Ainda sem adiantar os prejuízos causados, Anabela Freitas referiu que já é possível ver que seis coberturas estão completamente abatidas, o que pode corresponder a seis armazéns.

Os próprios donos da empresa no local ainda não conseguiram aferir. O calor é muito forte junto das chamas. Há uma linha de montagem e mais dois armazéns a salvo onde temos os meios posicionados para protegê-los”, referiu.

Anabela Freitas realçou ainda que os prejuízos serão sempre “avultados” na empresa que emprega cerca de 40 trabalhadores.

Segundo tinha adiantado fonte do Comando Operacional Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, o alerta foi dado pelas 18:20 para um incêndio numa unidade de fabrico de paletes na localidade de Calçadas, concelho de Tomar.

Redação / com Lusa - Notícia atualizada às 23:20