Um incêndio destruiu parcialmente um armazém de palha em São Martinho da Gândara, Oliveira de Azeméis, sem provocar feridos, disse à Lusa o comandante da corporação local de Bombeiros, Paulo Vitória.

O alerta para o incêndio, cujas causas ainda estão por apurar, foi dado cerca das 07:00, tendo o fogo sido dado como extinto às 11:50.

Tínhamos dentro do armazém cerca de 20 toneladas de feno divididas em dois montes. Segundo o senhor que dormia dentro do armazém, o fogo terá começado num dos focos e depois, pelo calor acumulado junto ao telhado, propagou-se para o outro foco”, disse Paulo Vitória.

O mesmo responsável adiantou ainda que a principal preocupação dos bombeiros foi evitar que as chamas se propagassem a uma habitação que estava contígua ao armazém.

Segundo o comandante dos Bombeiros, o fogo destruiu o telhado do armazém e causou danos num camião, mas não provocou feridos, já que o proprietário que dormia no interior do edifício conseguiu escapar ileso.

Paulo Vitória esclareceu ainda que a operação de rescaldo foi demorada porque “foi necessário pedir uma retroescavadora à câmara para conseguir remover e revirar toda a matéria, para a arrefecer”.

No local estiveram 23 operacionais apoiados por dez viaturas dos Bombeiros de Oliveira de Azeméis, São João da Madeira e Ovar, além da GNR.