O incêndio que deflagrou esta sexta-feira de manhã num posto de transformação no interior do Túnel da Avenida João XXI, em Lisboa, que está cortado ao trânsito, foi extinto às 10:55, segundo os bombeiros.

Em declarações à agência Lusa, fonte do Regimento Sapadores de Bombeiros disse que os operacionais se mantêm a efetuar a ventilação do local, que ficou com muito fumo.

O comandante do Regimento de Sapadores de Bombeiros, Tiago Lopes, referiu também que estava a ser feita a ventilação do local, após a extinção do fogo e a remoção das 13 viaturas que tinham sido abandonadas pelos automobilistas quando se aperceberam do incêndio.

Depois da ventilação, segundo o comandante, vai ser feita uma inspeção ao túnel.

O vereador responsável pela Proteção Civil na Câmara Municipal, Carlos Castro, disse que o túnel vai manter-se encerrado até que seja feita a inspeção.

Vamos manter o túnel fechado para fazer uma avaliação do local e tomar as necessárias medidas para restabelecer a situação”, disse.

O incêndio, que motivou o corte de trânsito nos dois sentidos pelas 09:40, não fez vítimas e  teve origem numa falha no sistema de controlo elétrico, revelou a autarquia, adiantando que o trânsito naquele local vai manter-se encerrado.

Concluída a avaliação preliminar sobre as causas do incêndio no túnel da Avenida João XXI, e que levaram ao encerramento desta infraestrutura, a CML [Câmara Municipal de Lisboa] vem por este meio comunicar que a avaliação efetuada pelas equipas técnicas do municípios, coordenadas pelo Serviço Municipal de Proteção Civil, apontam para uma falha no sistema de controlo elétrico que faz a transição da energia da rede com a energia produzida pelo grupo gerador, em caso de falha da rede, como aconteceu esta manhã”, avança a câmara em comunicado.

Assim, e até que “estejam repostas todas as condições de segurança, o túnel continuará encerrado”, lê-se na mesma nota.

A avaliação mais detalhada do que aconteceu, e das medidas necessárias para a reposição das condições de operação e circulação em plena segurança, estão a decorrer”, refere ainda o município.

/ HCL - atualizada às 20:25