Passava das quatro e meia da manhã, quando a Proteção Civil e a câmara de Cascais fez um ponto da situação sobre o incêndio que começou em Sintra pelas 22:50 e se alastrou a Cascais na noite de sábado. O fogo ainda não está controlado e noite dentro, já domingo, houve muito trabalho para os bombeiros e todos os operacionais no terreno. Eis o último ponto de situação feito pelas autoridades:

  • Dois bombeiros feridos, sem gravidade, assistidos no local 
  • Danos em veículo ligeiro e anexo de madeira no Guincho e danos em habitação na zona da Biscaia
  • "Mensagem de calma": as evacuações têm sido preventivas e para meios de socorro poderem trabalhar sem terem "pressão" por perto
  • Plano estratégico de ação: "empenhamento de meios aéreos pesados para auxílio com o nascer do sol para controlar frentes ativas"
  • Auxílio militar para ações de vigilância e rescaldo
  • Evacuações preventivas no parque campismo de Cascais, Figueira do Guincho e Charneca
  • Alguns clubes hípicos também foram evacuados e animais foram deslocados para hipódromo Manuel Pessoa
  • Apoio a 47 pessoas que tiveram de ser retiradas de casa prestado por sociedades recreativas
  • Reforço de meios de Lisboa, Santarém, Setúbal e corpo especial de bombeiros para este incêndio
  • de norte para sul em direção ao concelho de Cascais, tendo chegado à praia do Abano  e inver
  • 569 operacionais ainda no terreno pelas 04:40, 169 veículos e quatro máquinas de rasto. "Todos os meios em trabalho, em todo o perímetro de incêndio"
  • Dificuldades, especialmente entre a meia-noite e as 02:30, sobretudo por causa do vento muito forte, que provocou uma propagação "exponencial" da frente de fogo
  • Reforço de meios de Lisboa, Santarém, Setúbal e do corpo especial de bombeiros
  • ICNF, GNR , PSP, INEM e Segurança Social distrital, bem como autarcas estiveram coordenados. ANPC salienta "todo o espírito de cooperação das entidades, fator de sucesso para que evacuações preventivas ocorressem da melhor maneira"
  • Câmara agradece apoio do Presidente da República, que esteve nos dois concelhos, e do Governo, que esteve em "permanente contacto"
  • Incêndio, que começou pelas 22:50, na zona da Peninha, em Sintra, alastrou a Cascais e ainda se encontrava ativo pelas 05:00