Desde o início de 2009 já arderam cerca de 82 mil hectares de floresta e mato, um valor superior ao dos últimos quatro anos. Os dados provisórios foram divulgados esta terça-feira pela Autoridade Florestal Nacional (AFN), escreve a Lusa.

O relatório provisório de incêndios florestais, disponível na página da Internet da AFN, refere que entre 1 de Janeiro e 15 de Outubro arderam 82600 hectares, na sua maioria matos (59285).

Os 82 mil hectares apenas perdem para os 338 mil perdidos em 2005.
Redação / PP