Mais de meia centena de concelhos de Portugal continental estão este domingo em risco máximo de incêndio, sobretudo no Algarve e no interior Norte e Centro do país, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

No Alentejo, Odemira é o único concelho colocado em risco máximo de incêndio. Este risco máximo estende-se a vários concelhos nos distritos de Faro, Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Leiria, Coimbra, Viseu, Guarda e Bragança.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre o "reduzido" e o "máximo".

O país continua este domingo com 11 distritos sob aviso vermelho - o mais grave da escala - devido a um "tempo excecionalmente quente".

O aviso vermelho, que implica recomendações à população para que se mantenha regularmente ao corrente da evolução das condições meteorológicas e para que siga as orientações da Autoridade Nacional da Proteção Civil, foram dados para os distritos de Braga, Vila Real, Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Lisboa, Setúbal, Évora e Beja.

No resto do continente e no arquipélago da Madeira, os avisos são laranja, o que significa risco moderado a alto.

Este domingo, as temperaturas deverão registar uma pequena descida, chegando aos 45 graus em Santarém, aos 44 em Setúbal e Évora, aos 41 em Lisboa, ficando o Norte abaixo dos 40, com 39 em Vila Real, 38 em Bragança, 33 no Porto e 32 em Faro.

Segundo o IPMA, o céu estará geralmente limpo, mas com períodos de maior nebulosidade na região Sul durante a tarde, podendo verificar-se trovoadas e rajadas de vento fortes.