Quase duas dezenas de concelhos dos distritos de Faro, Castelo Branco, Portalegre, Viseu, Guarda e Bragança apresentam esta quinta-feira um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em risco máximo de incêndio estão os concelhos de Monchique, Silves, Tavira e Alcoutim (Faro), Marvão (Portalegre), Vila Velha de Ródão, Proença-a-Nova e Penamacor (Castelo Branco), Sabugal, Pinhel, Figueira de Castelo Rodrigo, Mêda, Trancoso (Guarda), Penedono, Sernancelhe e Tarouca (Guarda), Freixo de Espada à Cinta, Torre de Moncorvo e Vimioso (Bragança).

O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos (18) de Portugal continental em risco muito elevado e elevado de incêndio.

De acordo com o instituto, o risco de incêndio vai continuar máximo, muito elevado e elevado pelo menos até ao fim de semana em vários distritos de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo, sendo o elevado o terceiro nível mais grave.

Os cálculos para este risco são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.