O índice de transmissibilidade (Rt) voltou a aumentar em Portugal, segundo o boletim de atualização da covid-19 em Portugal divulgado esta sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde.

O valor situa-se agora nos 0,93 em todo o território, sendo de 0,92 no Continente, quando na última atualização se cifrava nos 0,91 para ambos. Recorde-se que este é um dos dois indicadores chave para que Portugal possa prosseguir o processo de desconfinamento, que tem agendado para 5 de abril nova reabertura da sociedade, estando previsto o regresso ao ensino presencial dos alunos dos 2.º e 3.º ciclos, e também a abertura das esplanadas. Portugal mantém-se no verde, mas o eixo do Rt aproxima-se do limite estabelecido.

Apesar da subida do Rt, o outro indicador da matriz de risco baixou, seguindo uma tendência inversamente proporcional. A incidência é agora de 75,7 casos por 100 mil habitantes em todo o país, baixando para 66,8 quando se trata apenas do Continente. O limite estabelecido pelo Governo é de 120 casos por 100 mil habitantes.

Em apenas 11 dias a matriz de risco viu o Rt subir de 0,83 para 0,93 em todo o país, sendo que essa subida foi de 0,79 para 0,92 quando falamos apenas do Continente.

Numa tendência de descida clara, a incidência baixou de 96 casos por 100 mil habitantes para 75,7 em todo o país. Os dados apontam ainda uma redução de 84,2 para 66,8 em Portugal Continental.

O controlo da incidência pode ser um fator chave para que se possa prosseguir o desconfinamento, como, de resto, explicou a ministra da Presidência. Esta sexta-feira, e apresentando o novo decreto de estado de emergência, Mariana Vieira da Silva vincou que é possível ter um Rt superior a 1 e manter o país a verde.

Apesar disso, e notando uma clara subida da transmissibilidade, a representante do Governo adiou para 1 de abril uma decisão definitiva sobre a reabertura das atividades que está prevista para dia 5 de abril.

Um Rt superior a 1 é considerado como sendo mais grave que uma incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes. Na prática, a transmissibilidade estar acima de 1 significa que a pandemia está numa fase crescente, algo que o Governo quer evitar a todo o custo, depois de Portugal ter sido um dos piores países do mundo no mês de janeiro, em que chegámos a ter mais de 16 mil casos e 300 mortes por dia.

Esta sexta-feira o país regista mais cinco mortes e 488 casos de covid-19.

António Guimarães