A epidemia de covid-19 continua a dar sinais de abrandamento em Portugal. Segundo o relatório semanal da evolução de novos casos do Instituto Ricardo Jorge (INSA), divulgado esta sexta-feira, "todas as regiões do país apresentam a média do índice de transmissibilidade (5 dias) abaixo de 1, exceto a região Norte, sugerindo um decréscimo da incidência de SARS-CoV-2".

Portugal apresenta a taxa de notificação acumulada de 14 dias entre 60 e 119,9 100.000 habitantes e R(t) inferior 1, ou seja, taxa de notificação moderada e com tendência decrescente", refere o relatório.

Desde o início da epidemia em Portugal, a estimativa do R(t) variou entre 0,8 e 2,12. Entre fevereiro e abril deste ano, observou-se um aumento do R(t), de 0,61 para 1,09, "o que deu origem a uma inversão da tendência de decréscimo da incidência de SARS-CoV-2, dando lugar a uma tendência estável ou ligeiramente crescente".

 Atualmente, entre 8 e 18 de abril, observa-se uma redução acentuada do R(t), tendo passado de 1,09 para 1,00 indicando uma tendência estável da incidência de SARS-CoV-2.

Norte com tendência de crescimento

O relatório do INSA refere ainda que a região Norte apresenta valores de R(t) superiores a 1 nos últimos 22 dias com uma média de 209 novas infeções por dia.

Neste período, o R(t) variou entre 1,00 e 1,18. Estes resultados revelam uma tendência de crescimento da incidência da covid-19 nesta região.

Rafaela Laja