A Polícia Judiciária está a investigar a origem do incêndio em Monchique, que consumiu já mais de 600 hectares naquele município algarvio, tendo-se alastrado também a Portimão, num total de área ardida que será já superior a dois mil hectares.

O fogo deflagrou no sábado, e obrigou mesmo à evacuação de várias casas, entre as quais um lar ilegal, o que motivou o realojamento de 30 pessoas.

As autoridades acreditam que o incêndio terá começado de forma acidental, e suspeitam que uma ligação elétrica improvisada poderá estar na origem do fogo.

O incêndio foi dado como dominado na madrugada deste domingo, mas as autoridades mantêm um forte dispositivo, temendo que o calor que se faz sentir possa motivar um novo descontrolo das chamas.

Marisa Rodrigues