Vinte e quatro concelhos dos distritos de Santarém, Portalegre, Castelo Branco e Guarda estão este domingo em risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

As regiões do país nesta situação são Tavira, São Brás de Alportel, Loulé, Lagos, Portimão e Monchique (Faro), Chamusca, Abrantes, Constância, Vila Nova da Barquinha, Tomar, Sardoal, Ferreira do Zêzere e Mação (Santarém), Nisa e Gavião (Portalegre), Vila Velha de Rodão, Vila de Rei, Castelo Branco, Proença-a-Nova, Fundão, Penamacor e Covilhã (Castelo Branco) e Sabugal (Guarda).

O IPMA colocou também vários concelhos dos distritos de Bragança, Guarda, Castelo Branco, Leiria, Santarém, Portalegre, Lisboa, Beja e Faro em risco muito elevado de incêndio.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA alerta ainda que as ilhas da Madeira e do Porto Santo estão sob aviso amarelo até hoje à noite, devido ao tempo quente e à persisitência de valores elevados da temperatura máxima.

O aviso amarelo vigora para as duas ilhas da região autónoma da Madeira entre as 23:45 de sábado e as 21:00 de domingo, adianta o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O aviso amarelo é emitido em casos de "situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica", explica o IPMA.

É o segundo menos grave de uma escala de quatro cores, que passa pelo verde, amarelo, laranja e vermelho, numa ordem crescente de gravidade.

O IPMA prevê para este domingo no continente céu pouco nublado ou limpo, com mais nebulosidade no litoral Norte e Centro até meio da manhã.

A previsão aponta também para vento moderado a forte no litoral oeste, durante a tarde, e nas terras altas.

Está ainda prevista uma pequena subida da temperatura máxima no Norte e interior Centro.

As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 11 graus Celsius (em Bragança) e os 19 (em Faro) e as máximas entre os 24 (em Aveiro) e os 35 (em Faro e em Évora).

/ RL