Lisboa, Setúbal e Santarém estão em situação de onda de calor, confirmou, nesta sexta-feira, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), juntando-se, assim, a Elvas e Santiago do Cacém (Alvalade).

O IPMA especifica, ainda, que na mesma situação encontra-se a estação de Dois Portos em Torres Vedras, no distrito de Lisboa.

São, assim, seis as estações em situação de onda de calor.

A situação de onda de calor é confirmada após seis dias consecutivos em que a temperatura máxima diária é superior em 5 graus ao valor médio do período de referência.

Um anticiclone que se encontra localizado a noroeste dos Açores, estendendo-se em crista para a Bretanha, em conjunto com um vale depressionário entre Marrocos e a Península Ibérica, está a dar origem a um fluxo de leste em Portugal Continental, responsável pelo tempo quente e seco.

Esta situação meteorológica é estável, persistindo desde o início do mês e devendo manter-se para a próxima semana.

Nesta situação de tempo quente e seco, os valores da temperatura máxima variam entre 30 e 35°C na generalidade do território, tendo já atingido valores de 40⁰C em Alvega (40.7⁰C) e Évora/Mitra (40.0⁰C) no dia 4.

Já a temperatura mínima atinge valores próximos de 20⁰C em alguns locais, tendo sido registado em Coimbra 25.8⁰C, na Fóia 25.5⁰C, Faro/aeroporto 21.5⁰C, Portalegre 21.0⁰C e Castro Marim 20.6⁰C na madrugada de dia 5.