Três turmas da Escola Alemã de Lisboa estão em isolamento profilático, depois de, no sábado, ter sido confirmado um caso de infeção, confirmou esta segunda-feira a instituição.

A notícia foi confirmada pelo gabinete de comunicação da instituição, que adiantou, no entanto, que não se trata de um contágio em ambiente escolar.

Foi um aluno que, durante as férias, teve contacto com outra família. Foi à escola no primeiro dia de aulas e depois soube-se que alguém dessa família estava infetado”, explicou a assessora de comunicação da escola, Rita Dantas.

A confirmação do caso foi dada no sábado e, no mesmo dia, os encarregados de educação das três turmas do mesmo ano, que a escola não quis identificar, foram informados de que a partir de hoje voltariam a ficar em casa.

“Falámos com a delegada de saúde, que decidiu fechar a ‘bolha’, três turmas desse ano que ficam todas em quarentena e os alunos vão ser todos testados”, adiantou Rita Dantas.

Depois de testados, os cerca de 70 alunos vão permanecer em isolamento profilático durante pelo menos 14 dias, mesmo que o resultado seja negativo, até que a delegada de saúde autorize o regresso à escola.

As turmas já começaram, entretanto, as aulas à distância, mantendo os mesmos horários definidos para as atividades presenciais.

Além deste aluno, o jornal Público adianta ainda que foi confirmado um segundo caso, tratando-se de um trabalhador de uma empresa concessionária, que foi testado mesmo antes do início do ano letivo e, por isso, não chegou a ter contacto com os alunos.

/ SS