Um macaco foi esta quinta-feira avistado na estrada, depois de ter fugido do Jardim Zoológico de Lisboa. O animal foi, entretanto, capturado.

De acordo com a mulher que encontrou o animal e o ajudou a sair do meio da estrada, o macaco parecia estar em “pânico” por causa do movimento dos carros e do barulho.

Não era um animal agressivo, creio que estava em pânico, porque no meio dos carros e com o trânsito e os carros a apitarem, acho que não foi muito agradável. Pareceu-me só assustado e pânico. Não era muito agressivo”, explicou Beatriz, a mulher que encontrou o animal.

O animal foi conduzido para uma oficina por segurança até chegarem os tratadores, que levaram o macaco de novo até ao Zoo.

Segundo conseguiu a TVI apurar, o primata fugiu cerca das 8:00 horas, foi avistado por populares uma hora e meia depois e foi capturado por volta das 10:00.

A polícia chegou ao local “passado cerca de 10, 15 minutos e, logo a seguir, chegaram os tratadores com as armadilhas e os materiais necessários para capturar o animal”.

O primata foi encaminhado para o hospital do Zoo e, de acordo com os responsáveis, não foi integrado de imediato na ala dos macacos por ainda não serem conhecidas as motivações para a fuga, que podem estar relacionadas com a coexistência com o grupo.

O macaco é da espécie Capuchinho, uma espécie ameaçada no mundo inteiro.

/ JFP