O ministério da Saúde informou esta quarta-feira que, caso as vacinas produzidas pela farmacêutica Johnson & Johnson cheguem nos próximos dias a Portugal, irão permanecer armazenadas.

Fonte do Executivo disse à TVI que Portugal, através do INFARMED, e a Agência Europeia de Medicamentos encontram-se a acompanhar o desenvolvimento destes acontecimentos.

A notícia surge após a farmacêutica ter decidido adiar o lançamento das vacinas contra a covid-19 na Europa, tendo já notificado as autoridades europeias. "Uma decisão que surge no sentido de avaliar situações ocorridas nos Estados Unidos e de dar uma maior confiança aos cidadãos europeus", afirma o Ministério da Saúde.

A Agência Europeia do Medicamento salientou, no entanto, que os benefícios relacionados com a vacina contra a covid-19 da vacina superam os riscos, mas remeteu uma decisão para a próxima semana.

Enquanto a sua revisão está em curso, a EMA continua a considerar que os benefícios da vacina na prevenção da covid-19 superam os riscos de efeitos secundários”, declara o regulador europeu em comunicado de imprensa divulgado esta quarta-feira.

A chegada a Portugal das primeiras 30 mil doses da vacina da Janssen estava prevista para esta quarta-feira, mas a Johnson & Johnson anunciou que iria atrasar o envio do fármaco para a Europa devido à suspensão preventiva nos Estados Unidos.

Lurdes Baeta