José Eduardo Moniz, no espaço Deus e o Diabo do Jornal das 8, abordou as polémicas que marcaram esta semana, relacionadas com os conteúdos programáticos das estações privadas. No programa estiveram ainda o ministro do Ambiente e o deputado do PSD, Bruno Vitorino, que criticou uma palestra sobre orientação sexual numa escola. 

O ministro do Ambiente, Matos Fernandes, garantiu que as manifestações dos estudantes sobre as alterações climáticas "são uma causa justa pela qual os jovens estão a lutar". Matos Fernandes garante que Portugal está na frente pela luta contra o aquecimento global. 

O respondeu ainda a diversas questões colocadas por jovens que representam o movimento estudantil, grupos com os quais, revelou, se encontrou durante a semana.  Entre explicações sobre o programa de governo para setor ambiental, garantiu o fecho das duas centrais elétricas que produzem energia através de carvão. 

No pior dos cenários, em 2029 as duas centrais termoelétricas estarão encerradas", garantiu o ministro do Ambiente em entrevista no Jornal das 8.

Bruno Vitorino, deputado do PSD que apelidou de "porcaria" uma palestra sobre a comunidade LGBT numa escola, garantiu que "não é homofóbico ou contra a igualdade de género".  O deputado garante que as declarações que fez são contra "a identidade de género". André Batista, do Partido Socialista, criticou a posição do deputado social democrata e diz que a "intolerância mata". 

Devemos-nos lembrar que a intolerância matou hoje 49 pessoas", defendeu André Batista

Os novos programas das duas televisões privadas portugueses, "Quem quer casar com o meu filho?" e "Quem quer casar com um agricultor?"´, geraram polémica nas redes sociais e não só. Rute Carvalho publicou uma crónica intitulada “Quem quer casar com a minha vaca?” em que ironizou sobre os dois programas exibidos no passado domingo. 

Bruno Santos, diretor de programas da TVI, e Leonor Poeiras, apresentadora, garantem que a a estação de Queluz respeita "as liberdades individuais". A autora da crónica diz que "os participantes são marionetas da TVI", mas Leonor Poeiras defende-se e assegura que "todos são respeitados"

Sobre a inauguração de novas unidades hospitalares pelo primeiro-ministro, José Eduardo Moniz garante que os dados sobre "o melhor atendimentos" são enganadores, quando a maioria dos hospitais ultrapassam os prazos das lsitas de espera.