00:02:47
Desporto Há 21 min
O resumo da grande vitória do Shakhtar de Luís Castro em Madrid

Não foi um escândalo, mas foi histórico.

Pela primeira vez na sua história, o Shakhtar Donestsk bateu o Real Madrid (
3-2) no arranque da fase de grupos da Liga dos Campeões.

É importante ganhar, não há dúvida. Porém, a forma como se ganha é que perdurará no tempo. Sem dez das principais figuras (sim, leu bem), a equipa de Luís Castro fez o que quis do Real Madrid na primeira metade e foi, sem surpresa, que chegou ao intervalo a vencer por 3-0.

O único lance de perigo dos merengues foi protagonizado por Asensio, aos cinco minutos. Depois, houve «show» ucraniano em Valdebebas. Numa jogada deliciosa, Marlos falhou o 0-1 na cara de Courtois antes do golo de Tetê (29m). 

A cratera existente no eixo central da defesa espanhol assustava. E foi quase sempre por lá que o Shakhtar entrou. Quatro minutos após o 0-1, Tetê voltou a fazer o que quis de Marcelo e rematou para defesa incompleta de Courtois. Varane tentou impedir a recarga de Dentinho e acabou por fazer autogolo.

O 3-0, ainda antes do intervalo, é sintomático da forma como o Real Madrid abordou o encontro. Tetê fugiu a Marcelo e assistiu de calcanhar para Solomon - enquanto Militão recuperava a posição a passo - que confirmou o escândalo no estádio Alfredo Di Stéfano. 

Zidane limitou-se a trocar Rodrygo por Benzema, mas a mudança na equipa merengue foi mental. O Real Madrid pressionou, subiu os índices de agressividade e colocou o Shakhtar em claras dificuldades.

Um golaço de Modric, aos 54 minutos, deu esperança aos blancos. Logo de seguida, Tetê perdoou o 4-1 com um remate na marca de penálti. Zizou voltou a mexer e lançou Vinícius para o lugar de Jovic. O prodígio brasileiro precisou de 15 segundos para roubar a bola a Marlos e fazer o 3-2.

IMAGENS ELEVEN SPORTS

O Real Madrid jogava pelo seu orgulho, era visível. No entanto, o conjunto de Luís Castro aguentou a pressão contrária e espreitou, em duas ocasiões, o 4-2. Dentinho, por exemplo, desperdiçou na cara de Courtois e Marlos viu o seu golo ser anulado.

Os espanhóis chegaram ao empate nos instantes finais por Fede Valverde na sequência de um canto de Kroos. O VAR considerou que Vinícius (em posição irregular) impediu Trubin de ver a bola e salvou o Shakhtar.

Um triunfo justo que será recordado pela forma como o Shakhtar jogou na primeira parte. 

Maisfutebol



00:01:31
Desporto Há 27 min
Os melhores momentos da goleada do Bayern frente ao Atlético de Félix

O Bayern Munique não deu quaisquer hipóteses ao Atlético de Madrid e iniciou a defesa do título europeu com uma goleada (4-0). 

Com Félix em campo todo o encontro, os colchoneros ameaçaram o golo nos primeiros minutos por Suárez. Na resposta, Lewandowski atirou a rasar a baliza de Oblak. Pouco depois, o esloveno impediu o golo de Muller.

Após mais uma oportunidade desperdiçada por Suárez, os campeões europeus chegaram à vantagem num lance idêntico ao que deu a conquista do título em Lisboa, no verão passado. Kimmich recuperou em esforço e fez um passe sensacional para Coman que, nas costas de Trippier, atirou cruzado para o fundo da baliza (28m).

Os germânicos tornam simples o que parece difícil. A equipa de Simeone sentiu o golpe e quando ainda se procurava recompôr, sofreu nova investida. Desta feita, Herrera perdeu a bola e deu origem à saída rápida do Bayern conduzida por Coman. O francês serviu Goretzka para um pontapé fácil na área.

A segunda metade começou com um golo anulado a Félix. O português marcou num pontapé de primeira de fora da área, porém, Suárez - estava em posição irregular - retirou visibilidade a Neuer. O VAR analisou e invalidou o lance. O avançado luso ainda serviu Carrasco, mas o belga atirou ao lado.

O Atleti não marcou e sofreu. E que golo! Um míssil de Tolisso de fora da área ao ângulo da baliza de Oblak praticamente resolveu a questão relativa ao vencedor do jogo (66m). Houve ainda tempo para uma grande jogada de Coman que driblou Felipe duas vezes - e bateu Oblak. 

Quem trava este Bayern?

IMAGENS ELEVEN SPORTS

Maisfutebol