Uma freira que esteve em fuga 15 anos por desviar meio milhões de euros da instituição onde trabalhava entregou-se às autoridades e devrá agora ser julgada. A religiosa terá falsificado durante dois anos cheques do Centro Bem Estar Infantil e Juvenil do Coração de Jesus, no Porto.

Em tribunal deverá responder pelos crimes de falsificação de documentos e burla qualificada. Assim que os desfalques foram conhecidos a freira desapareceu. Em 2007, foi acusada pelo desvio de dinheiro mas, nunca chegou a ser notificada por estar em parte incerta. Um homem, que terá sido cúmplice nos crimes, acabou mesmo por ser condenado, em 2014, a quatro anos pela participação no desfalque.

Ao fim de 15 anos a freira decidiu apresentar-se em tribunal e foi informada que será mesmo julgada. No entanto, pode recorrer da decisão para o Tribunal da Relação do Porto. Se não o fizer, a partir de setembro dar-se-á inicio ao julgamento. Os crimes terão ocorrido entre 2002 e 2004.
 

Carolina Resende Matos / PP