A fase de instrução do processo que envolve o hacker Rui Pinto já tem data marcada: 12 de dezembro.

A TVI apurou que os dois arguidos do caso requereram a abertura de instrução, mas apenas o advogado Aníbal Pinto, acusado de um crime de tentativa de extorsão, pediu para ser ouvido em interrogatório complementar.

O juiz de instrução marcou o dia 12 de dezembro para ouvir o arguido e também para realizar de imediato o debate instrutório.

Rui Pinto, o pirata informático acusado de mais de 140 crimes, tenta assim evitar julgamento.

O hacker está em prisão preventiva desde março, depois de ter sido detido em Budapeste, na Hungria, no âmbito da operação da PJ "Ciberduna".

Rui Pinto é suspeito de aceder as milhares de contas de email, de clubes de futebol, de magistrados do Ministério Público, de advogados e de tentar extorquir dinheiro ao fundo Doyen, ligado à compra e venda de jogadores.

Inês Pereira