Marco de Sousa Caneira, filho da cantora Ágata, foi condenado a seis anos e meio de prisão pela autoria do crime de violação agravada de menor.

De acordo com o jornal Açoriano Oriental, o tribunal de Ponta Delgada condenou Marco de Sousa Caneira, empresário e agente de vários músicos, a uma pena de prisão efetiva por ter violado uma menor de 14 anos na noite de 18 de setembro de 2016.

O crime foi praticado no interior de um gabinete da junta de freguesia de Nossa Senhora dos Remédios, na Povoação, nos Açores, no final de uma festa popular, onde o suspeito estava a trabalhar como agente do cantor que atuou naquela noite.

A vítima contou às autoridades que foi levada à força para o gabinete e que foi forçada a fazer sexo oral e sexo anal, explicando que tudo aconteceu contra a sua vontade.

Marco de Sousa Caneira estava também acusado dos crimes de pornografia de menores e importunação sexual por ter enviado fotos suas, sem roupa, a uma outra menor, prima da vítima.

O julgamento de Marco Sousa Caneira, que não esteve presente, decorreu à porta fechada. O suspeito pode ainda recorrer da decisão do tribunal.