O número de óbitos no surto de covid-19 no lar da Misericórdia de Alcáçovas, concelho de Viana do Alentejo (Évora), subiu para 16, com a morte de mais dois utentes, revelou hoje o provedor.

João Penetra explicou à agência Lusa que os dois óbitos aconteceram no domingo, nomeadamente um idoso que se encontrava no lar da Misericórdia e uma idosa que tinha sido ”transportada para o hospital de Beja”, devido “à sobrecarga do hospital de Évora”.

Num comunicado assinado pelo provedor e publicado na página da instituição na rede social Facebook, no domingo à noite, a instituição explicou que já foi infetado pelo vírus que provoca a covid-19 um total de 87 utentes.

Nestes, estão incluídos 63 utentes que se encontram na instituição, oito que estão hospitalizados, dos quais seis em Évora e dois em Beja, e os 16 idosos que morreram.

Quanto aos trabalhadores, de acordo com o mesmo comunicado, 34 encontram-se em quarentena, oito em isolamento profilático e quatro estão de baixa por outras patologias.

“O esforço continua a ser total com o objetivo de cuidar o melhor possível dos nossos utentes”, garantiu a Santa Casa da Misericórdia de Alcáçovas.

No domingo, estiveram na instituição “uma médica e dois enfermeiros”, tendo os serviços administrativos estado operacionais “no apoio aos técnicos dirigentes e à equipa de profissionais de saúde”.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.843.631 mortos resultantes de mais de 85 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 7.118 pessoas dos 427.254 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ BC