Um surto de covid-19, detetado em dezembro, infetou 39 utentes e 15 funcionários no Lar-Sede da Santa Casa da Misericórdia de Soure, em Coimbra, e já causou uma vítima mortal. A TVI sabe que foi acionada uma brigada da Segurança Social para dar assistência aos infetados, uma vez que os funcionários do lar que conseguem trabalhar são em número insuficiente. 

Em comunicado, a Santa Casa da Misericórdia de Soure, no distrito de Coimbra, adianta que até domingo 10 utentes e dois funcionários já foram considerados recuperados.

Na nota, a instituição conta que tem em funcionamento três Estruturas Residenciais Para Idosos, estando o surto circunscrito, até domingo, ao Equipamento I, denominado de Lar-Sede na Avenida dos Bombeiros Voluntários, em Soure.

A instituição publicou na sua página do Facebook em 23 de dezembro último, informação relevante sobre o surto de pandemia por covid-19, entretanto detetado após testes realizados, em articulação com a Autoridade de Saúde, a um total de 67 funcionários e 55 utentes”, refere a instituição.

Na sequência dos testes foram, segundo a Santa Casa, declarados em 22 de dezembro, 15 utentes e oito funcionários positivos para a covid-19.

De acordo com a Santa Casa, o plano de contingência foi ativado e os utentes infetados foram isolados numa ala previamente destinada para a covid-19 e os funcionários colocados em quarentena.

Entretanto a 30 de dezembro último foi possível repetir testes aos ‘negativos’ àquela data de 22 de dezembro, cujos resultados para covid foram considerados positivos em 24 utentes e sete funcionários”, indica a instituição.

A Santa Casa adianta que o estado de saúde dos utentes é estável, tendo sido considerados recuperados, até domingo, um total de 10 utentes e dois funcionários, que já reiniciaram a sua atividade profissional.

Estão neste momento [domingo] internados três utentes, cuja informação hospitalar é a de que estão estáveis e há a lamentar, entretanto, o falecimento de um utente”, informa a instituição na nota de domingo.

Na nota, a instituição refere que foram implementados dentro do mesmo edifício três polos distintos, um para os casos positivos, outro para os “recuperados” e ainda um terceiro para os casos negativos e adianta ter enviado à segurança social um pedido de envio de equipa de reforço.

A vacinação nos lares de idosos arranca hoje em Portugal continental, em Mação, Santarém, com mais de 100 pessoas de duas instituições a receberem a vacina, segundo o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS).

Os utentes e funcionários da Casa de Idosos de São José das Matas (51 pessoas) e da Santa Casa da Misericórdia de Cardigos (61 pessoas) serão os primeiros a receber as vacinas contra a covid-19, no âmbito da vacinação em lares de idosos.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.835.824 mortos resultantes de mais de 84,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 7.118 pessoas dos 427.254 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

João Bizarro / Com Lusa