Os autocarros da Carris e outros pesados de passageiros vão ser proibidos de circular no viaduto de Alcântara, em Lisboa, disse à Lusa fonte oficial da Câmara Municipal.

Os camiões já estavam proibidos de circular naquela estrutura, que foi reaberta ao trânsito nesta segunda-feira, na sequência do desvio de um dos pilares.

Um dos autocarros, o 712 (entre a estação de Santa Apolónia e Alcântara-Mar), passava naquele viaduto, mas, segundo a mesma fonte, "a Carris alterou o percurso desta carreira".

A 13 de abril, a Câmara Municipal de Lisboa já havia informado que iam "ser instalados dois pórticos no sentido de garantir a circulação apenas de ligeiros, e não de pesados" no tabuleiro do viaduto.

Ou seja, "veículos com mais de 2,25 metros não poderão circular" em cima do viaduto de Alcântara, explicou na altura o vereador do Urbanismo, Manuel Salgado.

"Desde 2005 que está proibida a circulação de veículos pesados de carga em cima do tabuleiro, mas circulam", apontou.

Até à instalação dos pórticos nas entradas dos dois sentidos daquela infraestrutura, prevista para "o início de junho", a Polícia Municipal estará no local a controlar a circulação de veículos.

O desvio detetado num dos pilares do viaduto de Alcântara, que liga a Avenida de Ceuta às Docas, passando por cima das avenidas da Índia e Brasília, provocou a 22 de março passado condicionamentos de trânsito automóvel e ferroviário no local.