O alerta foi dado às 15:10, quando abateu o pavimento no acesso ao Eixo norte-sul na avenida de Ceuta, em Lisboa.

Informações obtidas pela TVI junto da PSP confirmam não ter ocorrido qualquer acidente rodoviário, apesar das grandes dimensões do buraco.

No local estão meios da PSP, da Polícia Municipal e dos bombeiros, aguardando-se a chegada de elementos a Proteção Civil da Câmara de Lisboa para avaliar a situação.

O Regimento de Sapadores de Bombeiros de Lisboa tem no local três viaturas e 10 homens. De acordo com fonte desta entidade à TVI, a cratera tem "entre 4 a 5 metros de diâmetro e entre 8 a 10 de profundidade".

"Via reabrirá, o mais tardar, quarta-feira"

A Câmara de Lisboa já tem técnicos na Avenida de Ceuta para iniciar os trabalhos de reparação, revelou o vereador da Proteção Civil, Carlos Castro.

Convocámos os serviços necessários da câmara para fazer as obras e restabelecer a normalidade possível”, indicou o vereador, em declarações aos jornalistas no local, acrescentando não conseguir precisar quanto tempo vão demorar os trabalhos de reparação.

O vereador disse ainda que “a via reabrirá, o mais tardar, quarta-feira", podendo eventualmente abrir mais cedo, mas tudo depende do ritmo a que decorrerem os trabalhos.

Estabelecemos um perímetro de segurança no sentido de o buraco não poder alargar com as trepidações da passagem de várias viaturas”, acrescentou Carlos Castro, frisando que “nenhum veículo caiu dentro do buraco, não há feridos e não há danos materiais”.

Manuela Micael Paulo Delgado / Com Lusa - Atualizada às 17:55