A PSP deteve cinco pessoas e registou quase 60 contraordenações, a maior parte na Área Metropolitana de Lisboa, durante o fim de semana, e no âmbito da fiscalização às medidas para combater a pandemia, indicou esta segunda-feira aquela polícia.

Em declarações à agência Lusa, a comissária Rita Henriques, da direção nacional da PSP, afirmou que a Polícia de Segurança Pública não registou qualquer auto nos 45 concelhos em risco muito elevado (19) e elevado (26) de incidência de covid-19 relacionado com a proibição de circular entre as 23:00 e as 05:00, medida em vigor desde a passada sexta-feira.

Rita Henriques deu conta que a PSP tem inicialmente uma posição mais de sensibilização e só em último caso é que é levantada uma autuação, tendo as pessoas que estavam na rua àquela hora acolhido as ordens dos polícias e regressado as suas casas.

Sobre a fiscalização na Área Metropolitana de Lisboa (AML), em que é proibida a circulação de e para a AML entre as 15:00 de sexta-feira e as 06:00 de segunda-feira, a PSP também não registou qualquer infração.

Rita Henriques avançou que a PSP registou, ao longo do fim se semana, 59 autos, 49 dos quais na AML, e sendo a maioria por incumprimento das regras de venda e consumo de álcool na via pública e por não uso de máscara na rua.

A Polícia deteve ainda cinco pessoas por resistência e coação, também na AML, e encerrou três estabelecimentos.

A Polícia de Segurança Pública realizou, ao longo do fim de semana, 500 operações para fiscalizar as medidas em vigor para controlar a pandemia de covid-19, as quais envolveram 1.600 polícias.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.980.935 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 183,7 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente feito pela agência France-Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.117 pessoas e foram registados 890.571 casos de infeção, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

/ NM