A partir desta quinta-feira, é possível aceder a 11 parques geridos pela Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) e pagar através do sistema de Via Verde, foi anunciado.

De acordo com uma nota enviada às redações, este sistema passa a estar disponível nos parques de estacionamento da Av. Lusíada (com 92 lugares), de Belém (76 lugares), Campo das Cebolas (205 lugares), Campo Grande (196 lugares), Colégio Militar (415 lugares), Estrada da Luz (98 lugares), Parque Mayer (81 lugares), D. Luís I (154 lugares) e ainda o Parque Universidade (com 225 lugares).

No total, são mais 1.542 lugares de estacionamento que podem ser utilizados com recurso à Via Verde.

Este sistema estava já implementado em dois parques - da Calçada do Combro e da Travessa de Chão Loureiro – e foi agora alargado a mais nove, explica a empresa.

Com este acréscimo, em toda a cidade de Lisboa passa a ser possível utilizar 97 parques de estacionamento com recursos ao identificador.

Já a nível nacional, “o estacionamento Via Verde com identificador passa a estar disponível em 172 parques, em 24 localidades de todo o território nacional”, indica a nota divulgada pela EMEL.

Citado no comunicado, o presidente desta empresa municipal de Lisboa, Luís Natal Marques, refere que “a introdução do pagamento com Via Verde nos principais parques EMEL é mais uma forma de melhorar a experiência dos utilizadores e de facilitar o pagamento do estacionamento”.

Na opinião do presidente da Via Verde Portugal, João Azevedo Coutinho, esta parceria “é um passo importante no desenvolvimento de uma mobilidade urbana acessível e multimodal na cidade de Lisboa, e a expressão da agilidade da oferta de serviços de mobilidade da Via Verde”.