A obra «Era uma vez um nariz», de Joaquim Semeano, venceu a edição de 2011 do Prémio Literário Maria Rosa Colaço, que distingue literatura infantil, noticia a Lusa.

A cerimónia de entrega do prémio aconteceu esta sexta-feira no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada. O vencedor recebeu um prémio pecuniário de cinco mil euros, atribuído pela Câmara Municipal (CDU).

Joaquim José Teixeira Vieira Semeano nasceu em Lisboa a 22 de Março de 1965 e cresceu no Ribatejo, na aldeia da Barrosa, em Benavente. Em 1983 foi estudar para Lisboa. Quatro anos depois foi estagiar para o jornal «Record», onde ainda hoje trabalha como jornalista.

O autor venceu o Concurso de Poesia da Escola Secundária de Coruche, com o poema «Eu em Fúria», em 1982, e fundou, no ano seguinte, com um grupo de amigos, o jornal «O Aldeão», dedicado a dar as notícias da aldeia da Barrosa. Foi co-autor de dois programas na Rádio Cultura e Recreio, em Benavente.

A decisão do júri - composto por Alexandre Honrado, em representação da Câmara de Almada (CDU), Cristina Norton, em representação da Associação Portuguesa de Escritores, e Carla Maia de Almeida, em representação da Associação Portuguesa para a promoção do Livro Infantil e Juvenil - foi tomada por unanimidade.

O Prémio Literário Maria Rosa Colaço realiza-se desde 2006 e pretende valorizar e promover a literatura infanto-juvenil, homenageando Maria Rosa Colaço, consagrada escritora de livros para crianças e jovens. Este ano apresentaram-se a concurso 96 obras.
Redação