Um português de 50 anos de idade foi detido na terça-feira em Luanda, na posse de dez armas de fogo, munições e uniformes, quando ameaçava uma mulher angolana a quem terá usurpado um terreno, disse hoje fonte policial.

Segundo o Serviço de Investigação Criminal (SIC), o português, que estará envolvido em crimes de usurpação de imóvel e ameaças com arma de fogo, foi detido em Viana, no bairro Kikuxi, no âmbito da Operação 45 Graus, e ficou em prisão preventiva, depois de ser presente ao Ministério Público.

O homem terá usado uma arma para intimidar a mulher e impedi-la de ter acesso ao seu terreno, do qual supostamente teria a guarda, por intermédio de uma terceira pessoa, pelo que a proprietária efetuou uma queixa-crime, tendo sido emitido pelo Ministério Público um mandado de revista, buscas e apreensão.

O comunicado do SIC adianta que foram encontradas na residência do português dez armas de fogo, sendo sete do tipo AKM, duas caçadeiras e uma arma de pressão de ar, cinco carregadores com 94 munições de AKM, 29 munições de “galil” (metralhadora israelita), 29 cartuchos de caçadeira, 12 munições de pistola e 26 munições de carabina.

Foram ainda apreendidas fardas da Polícia Nacional e das Forças Armadas Angolanas, 12 pares de botas, um rádio de comunicação de marca Motorola, 12 cassetetes de borracha e diversos uniformes com símbolo de uma empresa de segurança.

O SIC acrescenta que prosseguem as diligências para o esclarecimento total destes crimes.

A denominada Operação 45 Graus, lançada em meados de outubro, visa reduzir a criminalidade violenta no país, sobretudo praticada com recurso a armas de fogo e tem sido levada a cabo em todo o país.

/ BMA