o atentado

O português disse à Lusa, por telefone, que "parecia até uma coisa do outro mundo" mas não teve muito tempo para "pensar nada": "Não pude parar para ver o que era. Eu até pensava que era uma cabeça de boneca ou coisa assim. Só depois é que ouvi na rádio."




"A gente vê na televisão coisas que acontecem e que nunca acontecem connosco. Mas quando se vê muito próximo de nós, ficamos um bocado chocados, é verdade", continuou.