A GNR apreendeu esta sexta-feira 60.000 cigarros sem estampilha fiscal no valor de 12.900 euros na Maia, distrito do Porto, e identificou duas pessoas, anunciou esta força policial.

Em comunicado, a GNR explicou que os cigarros estavam acondicionados em 3.000 maços sem a estampilha exigida para a comercialização em território nacional.

O valor comercial do tabaco apreendido é de cerca de 12.900 euros, sendo que, se tivesse sido vendido ao público, teria lesado o Estado em cerca de 10.800 euros, resultante da evasão à tributação incidente em sede de Imposto Especial Sobre o Consumo de Tabaco (IT) e do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA)”, observou.

Esta força policial adiantou que este tabaco de contrabando se destinava a abastecer os circuitos comerciais paralelos à atividade legal das tabacarias na Área Metropolitana do Porto.

No âmbito desta operação, os militares identificaram duas pessoas, designadamente um homem de 47 anos e uma mulher de 44 anos indiciados pela prática de uma contraordenação por introdução irregular no consumo.

/ CE