O grupo parlamentar do PS vai propor à comissão de Cultura uma visita à exposição do fotógrafo norte-americano Robert Mapplethorpe, e uma reunião com a administração da Fundação de Serralves, disse hoje à agência Lusa a deputada Carla Sousa.

Segundo esta deputada, coordenadora dos socialistas na comissão parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto, o requerimento vai ser apresentado na terça-feira.

O que nos parece importante é visitar e conhecer as fotografias, os espaços expositivos e saber do que estamos a falar. Também pretendemos ver uma sala que, tanto quanto sabemos, já não é visitável apenas por maiores de 18 anos, já que pode ser visitada por menores, desde que acompanhados por adultos", precisou à Lusa a deputada Carla Sousa.

Conhecer a exposição, o percurso expositivo, a sinalética e ouvir a administração da Fundação de Serralves, uma vez que o Bloco de Esquerda propôs a audição do diretor do museu no parlamento, são também objetivos da proposta, disse.

O jornal Público noticiou no sábado que o diretor do Museu de Serralves pediu a demissão de funções na sexta-feira, depois de a administração da Fundação ter limitado a maiores de 18 anos parte da exposição do fotógrafo norte-americano Robert Mapplethorpe por conter obras com conteúdo sexualmente explícito.

O próprio diretor artístico, que também é curador da mostra, tinha dito anteriormente que nesta retrospetiva não haveria "censura, obras tapadas, salas especiais ou qualquer tipo de restrição a visitantes de acordo com a faixa etária", recorda o Público.

A exposição, com fotografias de nus, flores, retratos de artistas como Patti Smith ou Iggy Pop e imagens de cariz sexual foi inaugurada na quinta-feira passada em Serralves, no Porto.

No sábado, o Bloco de Esquerda pediu a audição, no parlamento, de João Ribas, após a administração ter alegadamente limitado a maiores de 18 anos uma parte da exposição do fotógrafo Robert Mapplethorpe.