O Comando Territorial do Porto deteve dois homens, de 43 e 26 anos, suspeitos do crime de violência doméstica, nos concelhos do Marco de Canaveses e Lousada, respetivamente.

Em comunicado, a GNR esclareceu que, no caso de Marco de Canaveses, o agressor já tinha sido condenado por violência doméstica na Alemanha. A vítima tinha decidido regressar a Portugal, após vários anos de maus tratos, mas o agressor continuou a persegui-la com ameaças e violência psicológica. 

Após a detenção, o suspeito foi presente a 1.º Interrogatório Judicial no Tribunal de Instrução Criminal do Marco de Canaveses, no dia 13 de junho, "onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de proibição de contactos com a vítima por qualquer meio e afastamento da residência"

Já no caso de Lousada, o agressor foi detido no dia 14 de junho. O homem, de 26 anos, na sequência de uma investigação que decorria há cerca de quatro meses, já tinha sido detido por duas vezes para aplicação de medidas de coação, violando-as reiteradamente.

O agressor, inconformado com o fim do relacionamento, perseguia, insultava e agredia reiteradamente, a ex-companheira", esclarece o comunicado.

Uma vez que não cumpria com as medidas que lhe tinham sido impostas, o agressor foi detido uma terceira vez, tendo-lhe sido aplicada a medida de proibição de contactos com a vítima com controlo por pulseira eletrónica.

/ CE