Uma jovem portuguesa está desaparecida em Barcelona desde segunda-feira. Margarida Simões, de 24 anos, desapareceu, cerca das 18:00 de segunda-feira, perto do castelo de Sant Pere de Ribes, confirmou fonte da polícia da Catalunha à TVI, zona onde estão a ser feitas as buscas.

Até ao momento não há sinais da portuguesa. A operação está a ser coordenada pela Unidade de Investigação dos Mossos d'Esquadra, a polícia catalã.

À TVI, fonte dos Mossos d'Esquadra explicou que em cima da mesa está a hipótese de um caso de violência doméstica.

Ao que a TVI conseguiu apurar, Margarida terá viajado para a casa da tia, em Barcelona, depois de ter sido ameaçada de morte pelo alegado namorado, que também estará desaparecido.

Nas redes sociais, os apelos dos amigos repetem-se. Sabem apenas que Margarida desapareceu e que há mais de 24 horas que não dá notícias. 

Em declarações à Catalunya Ràdio, a presidente da Junta de Sant Pere de Ribes, Abigail Garrido Tinta já tinha adiantado que as autoridades não descartavam a hipótese de violência doméstica. Os indícios recolhidos pela polícia levaram as autoridades a alargar as buscas a outros municípios para além do município e da comarca de Garraf. 

Contactada pela TVI, fonte da Polícia Judiciária esclareceu que as entidades competentes para investigar são as autoridades regionais, ou seja, a polícia espanhola. Só em caso de um crime praticado por um português contra outro português em território estrangeiro é que as autoridades nacionais podem ter competências.

A TVI contactou ainda a Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas que "não recebeu qualquer pedido de apoio a propósito da situação desta cidadã nacional". 

"O Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas continuará a acompanhar a situação e será prestado todo o apoio consular necessário", acrescentou fonte da Secretaria de Estado.

Andreia Miranda Cláudia Lima da Costa Carolina Brás / Notícia atualizada às 16:10