A Marinha Portuguesa está a realizar buscas a 518 quilómetros de Peniche para detetar uma embarcação que lançou um alerta às 23:50 de quarta-feira (hora de Lisboa), disse à Lusa o porta-voz daquela força armada.

Fernando Pereira da Fonseca referiu que foi recebido um alerta pela autoridade marítima, mas as ligações posteriores para entrar em contacto com a embarcação ocorreram “sem sucesso”.

Além de terem sido mobilizadas as embarcações que se encontram na área marítima de Peniche, a Marinha mobilizou para o local uma corveta e o navio-patrulha oceânico “Viana do Castelo”, sediados nos Açores.

Também se encontra a caminho um meio aéreo da Força Aérea Portuguesa.

Fernando Pereira da Fonseca admitiu, contudo, que por vezes as autoridades são confrontadas com alertas gerados inadvertidamente pelas embarcações, provocados por avaria no equipamento, condições do mar adversas que podem despoletar o mecanismo ou mesmo queda à água do instrumento.

Num comunicado entretanto divulgado, a Marinha explica que “está a coordenar as buscas por uma embarcação de pesca que está incontactável desde as 23:50” de quarta-feira, acrescentando que “se estima que tenha a bordo entre sete e nove tripulantes”.

O alerta foi recebido no Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada, através da boia transmissora do sinal de emergência da embarcação, que “indicou uma posição a cerca de 310 milhas náuticas (574 quilómetros) a oeste de Peniche”.

Os Centros de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa e de Ponta Delgada “tentaram estabelecer contacto telefónico, contacto via rádio e através de outros navios na área com a embarcação, mas sem sucesso até ao momento”, não tendo sido localizados “quaisquer objetos pertencentes à mesma”.

A nota da Marinha indica que estão empenhados nas buscas os navios “Viana do Castelo” e “António Enes”, e uma aeronave C-295 da Força Aérea Portuguesa. Foi também solicitado à navegação na área que participasse nas buscas.

Embarcação registada na Horta mas opera a partir de Peniche

A embarcação de pesca está registada no porto da Horta, nos Açores, com o nome de 'Parma', mas opera a partir de Peniche, indicou hoje a Marinha.

O porta-voz deste ramo das Forças Armadas, Fernando Pereira da Fonseca, explicou na tarde de hoje à agência Lusa que, de acordo com a informação disponível até ao momento, estimam-se que estejam a bordo “sete a nove” pescadores, todos da zona de Peniche, no distrito de Leiria, acrescentando que a embarcação de pesca de espadarte tem 28 metros de cumprimento.