Foi encontrada morta a menina de dois anos e meio levada pelo pai, que é suspeito de matar a sogra, na segunda-feira, no Seixal. O suspeito, com 36 anos, pôs-se em fuga, mas foi entretanto encontrado morto numa estrada perto de uma casa de família, bem longe, em Castanheira de Pêra, confirmou fonte policial à TVI24.

Ao que conseguimos apurar, o homem ligou para o INEM, por volta das 8:25, a dizer que a filha tinha morrido e que se iria suicidar de seguida.

A PSP foi informada pelo INEM, localizou a viatura e a criança foi encontrada já morta dentro da mala do carro, em Corroios, num parque de estacionamento junto a uma escola secundária. O corpo da menina foi encontrado sem sinais de violência.

Segundo fonte da Polícia Judiciária (PJ) à agência Lusa, o corpo da criança apresentava sinais de asfixia, admitindo que o crime tenha ocorrido de manhã.

A TVI24 confirmou, entretanto, que o suspeito deixou uma carta no pára-brisas do carro. 

Veja também:

Tinha fugido ontem, de carro, com a menina, depois de alegadamente ter esfaqueado até à morte a ex-sogra, de 60 anos, na Cruz de Pau, concelho do Seixal.

O corpo deste indivíduo terá então sido encontrado a cerca de 200 quilómetros do local onde foi localizado o veículo e o cadáver da criança. Os pais serão naturais de Castanheira de Pêra, onde o corpo foi encontrado, numa estrada perto da habitação.

Os crimes terão ocorrido na sequência de outros episódios de violência doméstica. Testemunhas relataram à TVI24 episódios de ameaças anteriores, não só à ex-sogra, como ao ex-sogro.

O caso está sob investigação da Polícia Judiciária de Setúbal.