O Tribunal de Torres Vedras decretou prisão preventiva para uma mulher suspeita de, na terça-feira, ter matado o marido com várias facadas, naquela cidade.

Fonte da PJ disse à agência Lusa que a mulher vai aguardar julgamento no Hospital-prisão de Caxias, em virtude de padecer de perturbações mentais.

No decurso de uma discussão entre o casal, na casa onde viviam, a mulher, de 47 anos, veio a agredir o marido, de 83, com várias facadas no corpo, que lhe vieram a causar a morte, explicou a mesma fonte.

O alerta foi dado pelas 19:00 de terça-feira às autoridades que, chegadas ao local, vieram a encontrar o homem sem vida. O óbito foi confirmado no local pelo médico da Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Torres Vedras.

A mulher era conhecida das autoridades por anteriores agressões ao marido e à polícia e, dias antes do crime, já tinha sido detida durante o Carnaval de Torres Vedras por outro crime.

Por estar casada com a vítima poderá vir a ser acusada de homicídio qualificado pelo Ministério Público, incorrendo numa pena de prisão entre os 12 e os 25 anos, se vier a ser condenada.