A Autoridade Marítima Nacional (AMN) e a Marinha alertaram hoje para o mar agitado e ondulação forte no Algarve, deixando recomendações para que se evitem passeios junto ao mar e seja efetuado um reforço da amarração das embarcações.

A previsão do estado do mar prevê um agravamento excecional das condições de vento e agitação marítima entre o dia de hoje, 26 de março, e a madrugada de segunda-feira, 31 de março, na costa sul do Algarve (forte evento de levante)”, refere a AMN em comunicado.

Segundo o documento, a agitação marítima será caracterizada por ondulação proveniente do quadrante sudeste com altura significativa que poderá atingir os quatro metros e período médio a variar entre os seis e os sete segundos.

O vento poderá registar velocidades superiores a 70 quilómetros por hora e rajadas acima de 100 quilómetros por hora.

Recomenda-se o reforço da amarração e vigilância apertada das embarcações atracadas e fundeadas, bem como evitar passeios junto ao mar, de onde se destacam os molhes de proteção dos portos”, acrescenta o comunicado.

As autoridades apelam para que exista um “estado de vigilância permanente e o acompanhamento da evolução da situação meteorológica”, desaconselhando também a pesca lúdica, em especial junto às falésias e zonas de arriba nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu um aviso laranja para Faro, devido à agitação marítima, válido a partir da meia-noite até às 09:00 de quarta-feira.

Na costa sul [são esperadas] ondas de sueste com três a quatro metros, em especial no barlavento, podendo atingir cinco a sete de altura máxima”, frisa o IPMA.