A chuva intensa e queda de granizo provocaram esta tarde inundações momentâneas em algumas artérias da cidade de Vila Real, com constrangimento no trânsito, e ainda num supermercado, segundo a proteção civil.

O temporal começou a cair pelas 16:30, num dia de intenso calor, com as temperaturas a rondarem os 30 graus, e durante alguns minutos choveu com muita intensidade na cidade de Vila Real, verificando-se também a acumulação de granizo em alguns locais.

Fonte da proteção civil disse que a água acumulou-se em algumas vias da cidade, nomeadamente na avenida Primeiro de Maio, ainda na ponte sobre o rio Cabril, que liga Almodena e Parada de Cunhos, e na zona da escola Morgado de Mateus.

A água entrou ainda num supermercado, na avenida Cidade de Ourense, que fechou para limpezas.

A fonte referiu que, logo após a intempérie, os serviços efetuaram as operações de limpeza e a situação ficou “normalizada rapidamente”.

Chaves, também no distrito de Vila Real, sofreu com a chuva intensa que acabou por provocar algumas inundações momentâneas em artérias da cidade, com constrangimentos no trânsito, disse fonte da proteção civil municipal.

Chaves foi atingido por uma trovoada, acompanhada de granizo e chuva forte, que caiu durante algum tempo, acumulando em algumas ruas da cidade e provocando constrangimentos na circulação automóvel.

Os meios da proteção civil foram de imediato mobilizados e, segundo a fonte, a situação ficou rapidamente normalizada.

Além de ruas, algumas habitações ficaram inundadas, mas foram situações ligeiras, indicou, por sua vez, fonte dos Bombeiros Flavienses.

Por causa da chuva intensa, o jogo entre o Desportivo de Chaves e o Benfica começou com cerca de uma hora de atraso.