A Proteção Civil anunciou esta segunda-feira que cinco distritos vão estar sob aviso vermelho na terça-feira por causa da "chuva forte e persistente".

Os distritos sob aviso vermelho na terça-feira são Lisboa, Setúbal, Portalegre, Santarém e Castelo Branco.

Em conferência de imprensa realizada esta segunda-feira, a Proteção Civil indicou que existe uma maior probabilidade de inundações e de cheias rápidas em zonas urbanas e que a população deve estar alerta para a queda de infraestruturas e o derrame de árvores como consequência do vento forte com rajadas que podem chegar aos 130 km/h.

Assim, a população é aconselhada a evitar zonas historicamente de risco de cheias, a realizar a manutenção das sarjetas e a fixar qualquer objeto que se possa soltar devido ao vento.

A Proteção Civil anunciou que vai colocar às 00:00 de terça-feira em estado de alerta especial laranja oito distritos do centro e norte do país devido à chuva “forte e persistente” e ao vento.

Lisboa, Santarém, Setúbal, Portalegre, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra e Porto são oito distritos que vão estar em alerta laranja (o segundo mais grave da escala) entre as 00:00 de terça-feira e as 23:59 de quarta-feira, precisou Alexandre Penha, ajunto de operações da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em conferência de imprensa.

Atualmente todo o território nacional está em estado de alerta amarelo devido ao mau tempo, mas as condições meteorológicas vão agravar-se a partir do início da tarde desta segunda-feira.

No sistema de proteção civil o estado de alerta especial laranja significa que o grau de risco é elevado, sendo expectável uma situação de perigo com condições para a ocorrência de fenómenos invulgares que podem causar danos a pessoas e bens, colocando em causa a sua segurança.

Alexandre Panda alertou também para a possibilidade de inundações, cheias rápidas e quedas de árvores e infraestruturas.

Proteção Civil envia SMS preventivo para oito distritos em alerta laranja

A Proteção Civil está esta segunda-feira à tarde a enviar mensagem escritas por telemóvel (SMS) para a população dos oito distritos que vão ficar em alerta laranja às 00:00 de terça-feira devido ao mau tempo.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) vai colocar em estado de alerta especial laranja (o segundo mais grave da escala) os distritos de Lisboa, Santarém, Setúbal, Portalegre, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra e Porto devido à chuva “forte e persistente” e ao vento.

O estado de alerta especial laranja, ativado quando o grau de risco é elevado e é expectável uma situação de perigo com condições para a ocorrência de fenómenos invulgares que podem causar danos a pessoas e bens, colocando em causa a sua segurança, vai estar em vigor entre as 00:00 de terça-feira e as 23:59 de quarta-feira.

A ANEPC está enviar o SMS preventivo para a população dos distritos que vão estar em alerta laranja, à semelhança do que acontece quando o risco de incêndio rural é elevado.

Chuva e vento forte nas próximas 48 horas. Risco de inundações. Fique atento. Siga recomendações das autoridades”, indica o SMS.

Percursos pedestres encerrados na Madeira

Os percursos pedestres na Madeira, conhecidos por levadas e muito procurados para passeios por residentes e visitantes, estão encerrados devido às más condições atmosféricas na região, que está sob aviso meteorológico laranja para precipitação forte, foi anunciado.

O Instituto das Florestas e Conservação da Natureza (IFCN) procedeu ao encerramento dos percursos pedestres recomendados na região enquanto vigorar o aviso meteorológico laranja emitido pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA)”, pode ler-se na informação divulgada pela Secretaria do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas.

A ilha da Madeira dispõe de 30 percursos pedestres recomendados, existindo outros três no Porto Santo.

A nota acrescenta que está igualmente fechada ao público a Quinta do Santo da Serra, na zona alta do concelho de Santa Cruz, município contíguo a leste do Funchal, “como medida preventiva”.

O IPMA colocou as costas norte e sul, as zonas montanhosas da Madeira e a ilha do Porto Santo sob aviso até às 09:00 de terça-feira devido às previsões de “chuva temporariamente forte, por vezes em regime de aguaceiros, que podem ser acompanhados de trovoada”, e vento forte com rajadas até aos 100 quilómetros horários.

Nas zonas montanhosas, estas pode ser de até 130 quilómetros/hora.

Devido às condições meteorológicas adversas, a capitania do Porto do Funchal também emitiu um aviso de mau tempo para a zona marítima, recomendando que as embarcações permaneçam nos portos de abrigo.

A Porto Santo Line, empresa concessionária do Lobo Marinho, navio que efetua as ligações entre as ilhas da Madeira e Porto Santo, cancelou as viagens programadas para domingo e segunda-feira, considerando que estavam postas “em causa a segurança do barco e dos passageiros”.

Apesar do mau tempo, não existem situações de danos graves a registar até ao final desta manhã pelas autoridades regionais.

Henrique Magalhães Claudino . / Atualizada às 16:00