Depois da passagem da depressão Odette, Portugal vai ser atingido por uma nova depressão tropical. Chama-se Alpha e entrou no país esta sexta-feira, sensivelmente na zona que divide os distritos de Leiria e de Coimbra, onde se terá começado a fazer sentir por volta das 16:00.

Segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos, esta tempestade deve atingir as regiões circundantes aos distritos de Vila Real e da Guarda por volta das 20:00, prosseguindo a sua evolução para Espanha, onde deve se deve começar a fazer sentir já durante a madrugada de sábado, sendo que os seus efeitos em solo português deverão perdurar durante as primeiras horas do fim de semana, sobretudo no interior norte do país.

Apesar da zona de entrada ser próxima da Figueira da Foz, as previsões apontam que os vento vai afetar sobretudo a zona de Peniche, apanhando toda a zona entre o cabo da Roca e a foz do Mondego.

Evolução da tempestade Alpha

Existe uma grande probabilidade de se verificarem ventos fortes que deverão atingir em força a zona de Peniche, com rajadas que podem chegar a afetar as regiões envolventes.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera emitiu avisos laranja precisamente para os distritos de Coimbra e Leiria, onde a tempestade Alpha deve fazer sentir-se com maior intensidade.

Segundo aquela fonte, estão previstas condições favoráveis à ocorrência de trovoada, aguaceiros, por vezes fortes e acompanhados de trovoada, e vento, também por vezes forte, com rajadas até 100 quilómetros por hora.

A depressão centrada junto à costa do distrito de Leiria, ganhou características subtropicais durante a tarde, revelando uma estrutura organizada nas imagens de satélite", lê-se no aviso.

As preivsões dão chuva e vento fortes bem como trovoada para ambos os distritos.

Durante todo o fim de semana está previsto mau tempo para todo o país, sendo que só no Baixo Alentejo, no Algarve e na região autónoma da Madeira é que não há previsão de chuva.

António Guimarães