A força do vento dobrou vários postes de média tensão, na madrugada desta quinta-feira, em Joane, no concelho de Famalicão, distrito de Braga. 

Fonte dos Bombeiros Voluntários Famalicenses disse à TVI que as ocorrências foram registadas pelas 03:00.

Os populares partilharam imagens nas redes sociais.

A vila de Joane e algumas freguesias vizinhas estão às escuras, não havendo, para já, previsão para o restabelecimento da energia.

O Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga registou, entre as 00:00 e as 09:00 desta quinta-feira 218 ocorrências relacionadas com o mau tempo, entre as quais 172 quedas de árvores, disse à Lusa fonte daquele organismo. Segundo a fonte, não há registo de feridos.

O distrito de Braga registou ainda sete casos de quedas de cabos elétricos, além de quedas de estruturas, elementos de construção e estruturas temporárias.

Doze inundações e um movimento de massas foram as outras ocorrências no distrito.

No total, as ocorrências mobilizaram 534 operacionais, apoiados por 216 viaturas.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu ao final do dia de quarta-feira um aviso vermelho para os distritos do Porto, Braga, Aveiro, Vila Real e Viana do Castelo devido à chuva “forte e persistente, podendo ser acompanhada de trovoada”.

Em Santo Tirso, sete pessoas ficaram desalojadas pelas 2:00 devido à queda de uma árvore sobre o telhado de duas habitações. 

No Porto, a queda de uma árvore obrigou à interrupção da circulação do metro na Linha F, entre Contumil e Fânzeres, em Gondomar, na zona de Rio Tinto.

Sofia Santana