Sete barras marítimas estão esta quinta-feira fechadas à navegação por causa do estado do mar e outras tantas estão condicionadas, segundo a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

Em causa estão as barras de Aveiro, Caminha, Esposende, Vila Praia de âncora, Póvoa do Varzim, Vila do Conde e da Ericeira.

De acordo com a AMN, cinco barras do continente (Viana do Castelo, Douro, Figueira da Foz, S. Martinho do Porto e Lagos) e duas na ilha das Flores, grupo ocidental dos Açores, (barra de Santa Cruz das Flores e Lage das Flores) estão condicionadas.

Por causa da forte agitação marítima, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou seis distritos do continente sob aviso vermelho, o mais grave, a partir das 12:00 e até à madrugada de sexta-feira.

Segundo o IPMA, os distritos do Porto, Viana do Castelo, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga vão estar sob aviso vermelho, prevendo-se ondas de noroeste com sete a oito metros, podendo atingir 15 metros de altura máxima.

Estes distritos estão desde as 06:00 de hoje sob aviso laranja devido à previsão de ondas de noroeste com cinco a sete metros, podendo atingir 14 metros de altura máxima.

O distrito de Lisboa também está sob aviso laranja desde as 06:00 e até às 12:00 de hoje também devido à agitação marítima, com ondas de noroeste com cinco a sete metros, podendo atingir 14 metros de altura máxima.

Os distritos de Faro, Setúbal e Beja estão igualmente sob aviso laranja, prevendo-se ondas entre os cinco e os seis metros, podendo atingir 12 metros de altura máxima.

De acordo com o IPMA, o aviso vermelho é o mais elevado dos avisos meteorológicos e representa uma situação meteorológica de risco extremo.

O aviso laranja, o terceiro numa escala de quatro, aplica-se a situações meteorológicas de risco moderado a elevado, enquanto o aviso amarelo traduz situações de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Máxima mais alta de 18 graus

Além da forte agitação marítima, também as temperaturas vão incomodar os portugueses um pouco por todo o país. Só mesmo no distrito de Faro se vai chegar aos 18 graus, a temperatura mais alta registada esta quinta-feira. 

De resto, os distritos do interior, como Bragança (máximas de 8 graus) ou Guarda (máximas de 7 graus) deverão sentir o frio.

A cidade do Porto não deverá passar dos 14 graus, enquanto Lisboa se fica pelos 16.