Um homem prendeu um cão ao carro e arrastou-o em Óbidos. O animal ficou com ferimentos nas patas.

O alerta foi dado por uma mulher que viu o homem a conduzir com um cão acorrentado à viatura.

A GNR deteve o suspeito em flagrante. No momento da detenção, o homem tinha com ele uma catana e terá agredido um dos militares da GNR, depois de proferir várias ameaças.

Uma versão que é contrariada pela mãe do suspeito, que acusa a GNR de agredir o filho.

O suspeito foi depois ouvido no Tribunal de Caldas da Rainha e ficou em liberdade a aguardar julgamento.

Está indiciado da prática dos crimes de resistência e coação sobre funcionário, ameaça agravada, detenção de arma proibida e maus tratos a animais de companhia.