O McDonald's retirou uma campanha para o Halloween em Portugal - que oferecia um gelado na compra de outro - depois de ser criticado duramente nas redes sociais por fazer referência ao massacre do Domingo Sangrento na Irlanda do Norte.

Para promover a oferta, era usada a frase "Sundae Bloody Sundae", um trocadilho com o nome por que é conhecido o massacre ocorrido em Derry, na Irlanda do Norte, em 1972, e que é também o título de uma música dos U2, "Sunday Bloody Sunday", sobre o mesmo episódio: a 30 de janeiro de 1972, soldados britânicos abriram fogo e mataram 13 republicanos norte-irlandeses que marchavam pelos direitos civis numa zona predominantemente católica de Derry.

A fotografia de um cartaz publicitário do MCdonald's em Portugal foi partilhada por um internauta irlandês no Twitter, que escreveu "Portugal is cancelled", "Portugal está cancelado", em tradução livre, juntando-se às críticas de outros utilizadores das redes sociais.

A polémica rapidamente chegou à imprensa britânica, que pediu esclarecimentos à McDonald's de Portugal. Em comunicado, o departamento português da marca informou que a campanha foi desenvolvida para um pequeno número de restaurantes e que tinha como objetivo ser uma "celebração do Halloween e não uma referência insensível a qualquer evento histórico". 

Os cartazes foram entretanto retirados, tendo a McDonald's pedido desculpa por "qualquer ofensa" que a campanha possa ter causado.