A Autoridade do Medicamento alertou hoje os consumidores que os produtos Gold Max Blue e Gold Max Pink, para tratamento de disfunção erétil, são ilegais por não estar garantida a segurança e eficácia.

Num comunicado divulgado na sua página da internet, o Infarmed diz que os produtos foram detetados na alfândega e terão origem em vendas através da internet, não tendo sido detetados no circuito legal de venda de medicamentos.

Após análise no laboratório do Infarmed, verificou-se que estes produtos contêm a substância ativa sildenafil, que se destina à melhoria do desempenho sexual”.

O Infarmed acrescenta que não está garantida a sua qualidade, segurança e eficácia e, por isso, a utilização é proibida em Portugal.

Mais: as entidades que dispõem destes produtos não os podem vender, dispensar ou administrar, devendo comunicar de imediato com à Autoridade do Medicamento.

Pede também que "os utentes que disponham destes produtos não os devem utilizar, devendo entregar as embalagens em causa na farmácia para posterior destruição, através da Valormed”.

Veja também: