Mortes por cancro vão duplicar