A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da Guarda Nacional República (GNR), através de militares destacados na ilha de Samos-Grécia, resgatou 45 migrantes, dos quais 21 crianças, 10 mulheres e 14 homens, no mar Egeu.

Os militares da GNR estão destacados no âmbito da missão da Agência Europeia de Fronteiras e Guarda Costeira (Frontex).

Em comunicado, a GNR explica que a equipa de vigilância marítima da UCC, designada de Thermal Vision Vehicle (TVV), através dos equipamentos de visão térmica, detetou uma embarcação insuflável, com cerca de 10 metros, rumo à fronteira da Grécia, tendo de imediato sido dado o alerta à embarcação da UCC, que se encontrava a patrulhar aquela área.

Segundo a GNR, este resgate requereu especial cuidado devido ao elevado número de crianças e às condições meteorológicas adversas.

Durante o resgate foi ainda detetada e retirada da água uma mulher, tendo sido de imediato usados os meios de salvamento e resgate, sendo posteriormente colocada em segurança no interior da embarcação da GNR.

Na ilha de Samos, a GNR tem neste momento 13 militares, que guarnecem uma embarcação e uma equipa de vigilância marítima.

Nesta missão da Frontex, a Guarda Nacional Republicana desenvolve ações nas fronteiras terrestres e marítimas com a finalidade de prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços.