O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, anunciou, esta quarta-feira, mais medidas restritivas para o combate à pandemia de covid-19 na região.

Ainda há muito comportamento negligente face a esta grave ameaça", afirmou o chefe do executivo, em videoconferência, no Funchal.

As novas medidas entram em vigor às 00:00 de sexta-feira, 6 de novembro, sendo elas:

  1. Encerramento de bares até às 24:00
  2. Encerramento das discotecas durante 30 dias 
  3. Restaurantes encerram até às 23:00
  4. Ginásios com lotação reduzida a 50% e com medição de temperatura à entrada 
  5. Uso obrigatório de máscaras em jovens com idade superior a seis anos, com reforço da fiscalização à saída das escolas para evitar ajuntamentos de alunos
  6. Suspensas competições regionais em todas as modalidades no prazo de 30 dias
  7. Obrigatória medição da temperatura dos passageiros nas viagens entre Madeira e Porto Santo
  8. Festas de casamento, batizados e reuniões familiares não podem ter mais de 50 pessoas
  9. Espaços de culto com:   
    1. 1/3 da ocupação com distanciamento 
    2. desinfeção obrigatória à entrada
    3. uso obrigatório de máscara
    4. desinfeção após celebrações
  10. Redução da lotação de transportes públicos e particulares para um terço da capacidade máxima.
  11. Cabeleireiros com lotação reduzida a 50%, com agendamento prévio
  12. Casino com lotação reduzida a 50%
  13. Estúdios de tatuagens com agendamento prévio.
  14. Atividades maritimo-turísticas com lotação reduzida a 50% e agendamento prévio
  15. Parques infantis com lotação reduzida a 50%
  16. Estudantes que regressem à região deverão ser testados à chegada

O chefe do executivo, de coligação PSD/CDS-PP, disse ainda que a Polícia de Segurança Pública, a Guarda Nacional Republicana e a ARAE - Autoridade Regional das Atividade Económicas vão reforçar a fiscalização e a concretização das medidas de proteção, como uso de máscara, desinfeção, distanciamento e proibição de mais de cinco pessoas juntas, exceto no caso de elementos da mesma família.

Neste momento, não há nenhum confinamento", garantiu Miguel Albuquerque, salientando que as novas medidas são profiláticas e visam manter a situação "sob controlo".

E reforçou: "Não há nenhuma medida que ponha em causa o funcionamento da economia."

Na videoconferência, foram exibidas imagens, captadas no fim de semana, que mostravam grandes ajuntamentos de jovens sem máscara em áreas de bares e discotecas, um comportamento que o governante classificou de "negligente", porque põe em causa a saúde de todos.

Miguel Albuquerque concluiu recomendando aos residentes no arquipélago que evitem deslocações ao exterior, pois as viagens são um dos maiores riscos de contágio.

Apelamos à consciência cívica de todos os madeirenses e porto-santenses para limitarem ao estritamente necessário as suas deslocações para fora da região nos próximos 30 dias", declarou.

A Região Autónoma da Madeira contabiliza 197 infeções de covid-19 ativas, das quais 167 foram identificadas no contexto das atividades de vigilância implementadas no Aeroporto da Madeira e 30 são de transmissão local.

No total, a Madeira tem já 485 casos confirmados e uma morte deste o início da pandemia do novo coronavírus.

Rafaela Laja