agressões em Guimarães

negou ter cuspido

auto da polícia foi "manipulado"





“Eu estava desesperado com a segurança dos miúdos. Já estávamos há meia hora, três quartos de hora parados dentro do estádio. Tivemos a compreensão de quatro agentes à porta do estádio que nos deixaram sair, mas depois, o comandante da Esquadra de Investigação Criminal da PSP de Guimarães, o senhor agente Filipe Silva, veio perguntar o que estava ali a fazer”, explicou José de Magalhães, de 43 anos, à CMTV.